A criação do LPA, que objetiva avaliar se os estudantes estão preparados para se destacar em sua carreira, foi um processo longo, amplo e cuidadoso.

Por 2 anos, a Laureate trabalhou em parceria com a CEB/SHL, líder mundial em avaliação de gerenciamento de talentos, para desenvolver a estrutura e a avaliação de competências.

Relevante

A Laureate contou com o apoio de contatos espalhados pelo mundo — como líderes do mercado e empregadores locais — e de seus professores, que, além de dar aulas, têm carreiras profissionais. Entrevistamos mais de 5 mil empregadores em todo o mundo para saber as competências que eles mais valorizam nos profissionais.

Global

Desde sua concepção, o LPA foi desenvolvido com o objetivo de se aplicar a diferentes disciplinas, idiomas e culturas. O teste foi elaborado com as contribuições de empregadores, professores, ex-alunos e estudantes de todas as regiões onde há instituições da Laureate.

Testado

A Estrutura de Competências da Laureate e o comportamento do sistema foram validados por mais de 25 mil professores, colaboradores, estudantes, ex-alunos e empregadores em 12 idiomas. Para garantir a eficácia do LPA, ele foi testado em sete idiomas com mais de 11 mil estudantes em 22 instituições da Laureate em 19 países na Europa, América Latina, Ásia-Pacífico, África do Sul e Estados Unidos.